Buscar
  • Fernando Braune

Ritos de passagem(memórias abertas de Charlotte)

XLII

Muito do que conheço sobre música chegou a mim por Bastien, homem da noite, dos espetáculos.


A noite, tanto no Rio quanto em Paris, me trouxe momentos arrebatadores. No “Mailletz” tive oportunidade de ver inúmeros artistas mundialmente conhecidos, mas foi a noite do encontro com Louis Armstrong, a inesquecível.


Saí do cabaré no subsolo para ser apresentada a Louis Armstrong antes de sua performance no piano bar. Não apenas o músico em si, mas a sua história de vida me encantavam!


Aqueles olhos negros, centelhas brilhantes, com um sorriso largo de criança, nunca mais me abandonaram. Emoção rara! Odara!


Após um beijo de despedida, da cor do meu xale carmim! Tremores, suores se apoderaram de mim. Olhos rasos d’água, não conseguia falar. Me vi no espelho: maquiagem escorrendo do rosto. Todo o corpo descomposto.



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo